Voo Aeroflot 1492

Wikipedia open wikipedia design.

Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção é sobre um evento atual. A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (data da marcação: 06 de maio de 2019; editado pela última vez em 23 de maio de 2019)


Voo Aeroflot 1492
Acidente aéreo
Aeronave envolvida no acidente
Sumário
Data 5 de maio de 2019
Causa Pouso forçado seguido de fogo na fuselagem, sob investigação
Local Aeroporto Internacional de Moscovo, Moscou, Rússia
Coordenadas 55° 58′ 09″ N, 37° 24′ 11″ L
Origem Aeroporto Internacional de Moscovo
Destino Aeroporto Internacional de Murmansk
Passageiros 73
Tripulantes 5
Mortos 41
Feridos 11
Sobreviventes 37
Aeronave
Modelo Sukhoi Superjet 100
Operador Aeroflot
Prefixo RA-89098
Primeiro voo 21 de junho de 2017[1]

O Voo Aeroflot 1492 foi um voo doméstico de passageiros de Moscou para Murmansk. Em 5 de maio de 2019, o jato Sukhoi Superjet 100 retornou ao aeroporto após decolar. As asas e parte traseira da fuselagem incendiaram-se depois do duro pouso, e 41 pessoas foram declaradas mortas em decorrência do acidente.[2]

Acidente[editar | editar código-fonte]

O voo decolou do Aeroporto Internacional de Moscovo-Sheremetievo para o Aeroporto Internacional de Murmansk às 18:02 horário local (15:02 UTC). A aeronave decolou, parou de subir ao atingir o nível de voo 090 tendo dizendo a torre que havia problemas com a aeronave Sukoi Superjet 100, antes da primeira arremetida . Ao pousar pela segunda tentativa, tentando um pouso em segurança mas ao tocar no solo, a parte final da aeronave arrastou-se pela pista tendo um incêndio no fim do pouso freado brusco.

A aeronave envolvida no acidente foi um Sukhoi Superjet 100, um jato bimotor russo de matrícula RA-89098 e que teve seu primeiro voo em 2017.

Investigações[editar | editar código-fonte]

As investigações já foram iniciadas para descobrir as causas do acidente.[3] A Agência de Investigação Russa, que investiga acidentes com aeronaves civis, deverá ficar responsável pelos trabalhos. No dia 6 de maio de 2019, as caixas-pretas da aeronave foram encontradas.

Os investigadores acusaram e é a causa mais envolvente é que um raio atingiu a parte dos tanques de combustível, tendo iniciado um incêndio ao tocar com os pneus frear fortemente e tocando com a parte final da aeronave no chão e arrastando a aeronave pela pista inteira com incêndio alastrando-se quase matando 47 pessoas sem inocência total.

Os bombeiros e a chefe de cabine tentou ajudar os outros pondo a sua própria vida em perigo .

A aeronave não ficou intacta.

Referências

  1. «Aeroflot RA-89098 (Sukhoi SuperJet 100 - MSN 95135)». Consultado em 6 de maio de 2019 
  2. «ASN Aircraft accident Sukhoi Superjet 100-95B RA-89098 Moskva-Sheremetyevo Airport (SVO)». Aviation Safety Network. Consultado em 6 de maio de 2019 
  3. «Mais de 40 pessoas morrem após avião fazer pouso de emergência e pegar fogo na Rússia». BBC Brasil. BBC Brasil. 5 de maio de 2019. Consultado em 6 de maio de 2019 


This page is based on a Wikipedia article written by contributors (read/edit).
Text is available under the CC BY-SA 4.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.

Destek