Shirali Muslimov

Wikipedia open wikipedia design.

Shirali Muslimov
Şirəli Fərzəli oğlu Müslümov
Nome completo Şirəli Fərzəli oğlu Müslümov (Shirali Farzali Muslimov)
Outros nomes Mislimov
Nascimento 26 de março de 1805(?)
Barzavu, Lerik, Talysh Khanate, Dinastia Qajar
Morte 2 de setembro de 1973 (168 anos)
Barzavu, Lerik, República Socialista Soviética do Azerbaijão, União das Repúblicas Socialistas Soviéticas
Nacionalidade azeri
Filho(s) 1
Ocupação pastor
Causa da morte pneumonia

Şirəli Fərzəli oğlu Müslümov, mais conhecido como Shirali Muslimov ou Mislimov (Lerik, 26 de março de 1805(?) - Ibid., 2 de setembro de 1973) foi um pastor azeri da vila de Barzavu, em Lerik, região do Azerbaijão, uma área montanhosa perto da fronteira iraniana. Ele afirmava ser a pessoa mais velha do mundo, até falecer em 2 de setembro de 1973 com a suposta idade de 168 anos, ou seja, 46 anos mais velho do que a francesa Jeanne Calment, maior tempo de vida confirmado na história (morta aos 122 anos).[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com a lenda, Muslimov trabalhou duro todos os dias, até seus 167 anos. Não fumava, nem bebia. Comia frutas, vegetais, pão integral, caldo de galinha, queijo com baixo teor de gordura e iogurte. Teve várias esposas ao longo de sua vida. Muslimov contraiu pneumonia em 1972, e faleceu em 1973.[2]

A história de Muslimov foi contada em 1973 pela National Geographic Magazine, que revelou que, na ocasião, ele ainda andava a cavalo e tinha um pomar plantado desde a década de 1870.[3] O Guinness Book of World Records pôs Muslimov na lista de idades não confirmadas, junto com diversas outras reivindicações semelhantes.[4]

Seu estado civil também era controverso. De acordo com a National Geographic, ele tinha uma esposa de 120 anos, a quem ele havia se casado cento e dois anos antes.[1]

A única evidência da reivindicação de sua idade era um passaporte oficial que listou sua data de nascimento. Muslimov não tinha uma certidão de nascimento.[2]

Fama[editar | editar código-fonte]

O caso de Muslimov tornou-se conhecido em 1963, quando um jovem fotojornalista da TASS, Kalman Kaspiev, foi a Barzavu para entrevistá-lo. A história foi recolhida pela imprensa soviética e pela National Geographic.[2]

Referências

  1. a b Советский комитет солидарности стран Азии и Африки, Институт востоковедения (Академия наук СССР), Институт Африки (Академия наук СССР). Asia and Africa today. — Asia and Africa Today, 1990. :Shirali Mislimov, an Azerbaijani peasant, who was the oldest among the Soviet centenarians, died in 1973 at the age of 168. His surviving widow at that time was 120..
  2. a b c Vega Ossorio, Alejandro (1 de fevereiro de 2017). «Saga de los Hiperlongevos: Shirali Muslimov: 168 años de Vida. 1805 - 1973.». Planetario Noticias (em espanhol). Consultado em 30 de maio de 2019 
  3. Alexander Leaf, (Jan. 1973). "Search for the Oldest People". National Geographic, pp. 93-118.
  4. The Guinness Book of Records, 1974


This page is based on a Wikipedia article written by contributors (read/edit).
Text is available under the CC BY-SA 4.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.

Destek