Pisoteamento em Carbala

Wikipedia open wikipedia design.

Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção é sobre um evento atual. A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (editado pela última vez em 12 de setembro de 2019)
Pisoteamento em Carbala
Carbala está localizado em: Iraque
Carbala
Localização de Carbala, Iraque
Data 10 de setembro de 2019 (2019-09-10)
Localização Carbala, Iraque
Coordenadas 32° 37′ N, 44° 02′ L
Tipo Pisoteamento
Mortes 31
Lesões não fatais 102[1]

Em 10 de setembro de 2019, 31 pessoas foram mortas e mais de outras 100 ficaram feridas em um pisoteamento humano durante as procissões da Ashura em Carbala, Iraque.

Contexto[editar | editar código-fonte]

A Ashura é um feriado importante no calendário islâmico, marcando o martírio de Huceine ibne Ali (Imame Huceine), neto do profeta Muhammad. Ele foi morto em 680 d.C. na Batalha de Carbala e tornou-se um evento central do xiismo. O evento é reconhecido como um fator chave na divisão entre as religiões xiita e sunita islâmicas.[2] Desde então, os primeiros dez dias do Moarrão, o primeiro mês do calendário islâmico, são um feriado nacional nos países islâmicos, com o décimo dia culminando na Ashura.[3]

A celebração da Ashura em Carbala foi alvo de um ataque terrorista em 2004, quando atentados simultâneos em Carbala e Najaf mataram 134 pessoas.[3] Um pisoteamento em 2005 ocorreu em Bagdá durante um evento semelhante, causado pela promessa de que o evento poderia estar sujeito a um atentado terrorista.[3] Mais recentemente, vários ataques às procissões da Ashura foram causados por extremistas sunitas.[2]

Pisoteamento[editar | editar código-fonte]

Centenas de milhares de peregrinos no Santuário de Imame Huceine durante a Ashura em 2005

Um dos eventos comuns durante a celebração da Ashura em Carbala, no Iraque, é a corrida Tuairije, onde os peregrinos percorrem as ruas a cerca de 2 a 3 quilômetros do Santuário do Imame Huceine, em homenagem à corrida que Huceine ibne Ali da aldeia de Tuairije (hoje conhecida como Hindia) até Carbala antes da Batalha de Carbala. O evento, que ocorreu ao meio-dia de 10 de setembro de 2019, atraiu centenas de milhares de peregrinos que planejavam fazer a corrida.[3] Relatórios da causa resultante do pisoteamento variaram; um relatório afirmava que uma passagem desabou, levando a multidão a entrar em pânico e causar um pisoteamento.[2] Outro relato afirmou que uma pessoa tropeçou e caiu entre os corredores; outros subsequentemente caíram sobre o corredor que havia caído, dando como resultado final o pisoteamento.[3]

As autoridades chegaram para acalmar a multidão e controlar os danos. Pelo menos 31 pessoas foram mortas no caos causado pelo tumulto, com pelo menos 100 feridos e encaminhadas para os hospitais locais. Pelo menos 10 dos feridos estão em estado crítico.[4]

Reações[editar | editar código-fonte]

As autoridades estão investigando a causa do evento. O presidente iraquiano Barham Salih e o primeiro-ministro Adil Abdul-Mahdi ofereceram suas condolências pelas perdas, bem como o embaixador dos Estados Unidos no Iraque, Matthew H. Tueller.[2] O Ministério das Relações Exteriores do Iraque divulgou um comunicado dizendo que não havia paquistaneses entre os mortos.[5][6]

Referências

  1. «At least 31 dead in stampede at Ashura rituals in Iraq's Karbala». The Hindu (em inglês). Reuters. 11 de setembro de 2019. Consultado em 11 de setembro de 2019 
  2. a b c d Abdul-Zahra, Qassim; Karam, Zeina (10 de setembro de 2019). «Officials: 31 Iraqi pilgrims die in stampede during holiday» (em inglês). Associated Press. Consultado em 10 de setembro de 2019 
  3. a b c d e «Iraq stampede kills 31 at Ashura commemorations in Karbala» (em inglês). BBC. 10 de setembro de 2019. Consultado em 10 de setembro de 2019 
  4. «More than 30 killed in mass stampede at Iraqi Shia shrine». Aljazeera (em inglês). 10 de setembro de 2019. Consultado em 11 de setembro de 2019 
  5. «No Pakistani among those killed in Karbala stampede». The News (em inglês). 11 de setembro de 2019. Consultado em 11 de setembro de 2019 
  6. «FO confirms no Pakistani among those killed in Karbala stampede». The Frontier Post (em inglês). 11 de setembro de 2019. Consultado em 11 de setembro de 2019 


This page is based on a Wikipedia article written by contributors (read/edit).
Text is available under the CC BY-SA 4.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.

Destek