Copa Libertadores da América de 2019

Wikipedia open wikipedia design.

Copa Libertadores da América de 2019
LX Copa Libertadores de América
CONMEBOL Libertadores 2019
Conmebol Libertadores logo.svg
Dados
Participantes 47
Organização CONMEBOL
Período 22 de janeiro – 23 de novembro
Gol(o)s 365
Partidas 155
Média 2,35 gol(o)s por partida
Campeão Flamengo (2º título)
Vice-campeão River Plate
Melhor marcador Brasil Gabriel (Flamengo) – 9 gols
Melhor ataque (fase inicial) Palmeiras – 13 gols
Melhor defesa (fase inicial) Palmeiras – 1 gol
Maiores goleadas
(diferença)
Flamengo 6–1 San José
Estádio do MaracanãRio de Janeiro
11 de abril, fase de grupos
 
Flamengo 5–0 Grêmio
Estádio do MaracanãRio de Janeiro
23 de outubro, semifinal
Premiações
Melhor jogador Brasil Bruno Henrique (Flamengo)
◄◄ 2018 Soccerball.svg 2020 ►►

Copa Libertadores da América de 2019, oficialmente CONMEBOL Libertadores 2019, foi a 60ª edição da competição de futebol realizada anualmente pela Confederação Sul-Americana de Futebol (CONMEBOL). Participaram clubes das dez associações sul-americanas.

Em 2017, a CONMEBOL propôs que a final da Copa Libertadores fosse disputada em uma partida única, ao invés dos dois jogos na casa de cada um dos finalistas. Em 23 de fevereiro de 2018, a confederação confirmou que a partir desta edição a final seria disputada em jogo único em um local previamente escolhido.[1] Em 14 de agosto de 2018, ficou definido que a final seria no Estádio Nacional em Santiago, no Chile, em 23 de novembro,[2] porém, devido aos protestos que ocorrem no Chile, a CONMEBOL em comum acordo com as equipes finalistas decidiram em 5 de novembro mudar o palco da final para a capital peruana, Lima, no Estádio Monumental.[3]

O Flamengo sagrou-se campeão pela segunda vez na história, ao derrotar na final o River Plate, que defendia o título, por 2–1.[4] Com isso ganhou o direito de representar a CONMEBOL na Copa do Mundo de Clubes da FIFA de 2019 no Catar, uma vaga no novo Mundial de Clubes da FIFA de 2021 na China, o confronto com o campeão da Copa Sul-Americana de 2019 na Recopa Sul-Americana de 2020, além de se classificar automaticamente para a fase de grupos da Copa Libertadores da América de 2020.[5]

Equipes classificadas

País Equipe Classificação Fase
 Argentina
(6 vagas + atual campeão)
River Plate Campeão da Copa Libertadores de 2018 Fase de grupos
Boca Juniors Campeão do Campeonato Argentino 2017–18
Godoy Cruz Vice-campeão do Campeonato Argentino 2017–18
Rosário Central Campeão da Copa Argentina 2017–18
San Lorenzo 3º colocado do Campeonato Argentino 2017–18
Huracán 4º colocado do Campeonato Argentino 2017–18
Talleres 5º colocado do Campeonato Argentino 2017–18 Segunda fase
 Bolívia
(4 vagas)
Jorge Wilstermann Campeão do Torneio Apertura 2018 Fase de grupos
San José Campeão do Torneio Clausura 2018
The Strongest Vice-campeão do Torneio Clausura 2018 Segunda fase
Bolívar Melhor pontuação na temporada 2018 Primeira fase
 Brasil
(7 vagas + campeão da Sul-Americana)
Athletico Paranaense Campeão da Copa Sul-Americana de 2018 Fase de grupos
Cruzeiro Campeão da Copa do Brasil 2018
Palmeiras Campeão do Campeonato Brasileiro Série A 2018
Flamengo Vice-campeão do Campeonato Brasileiro Série A 2018
Internacional 3º colocado do Campeonato Brasileiro Série A 2018
Grêmio 4º colocado do Campeonato Brasileiro Série A 2018
São Paulo 5º colocado do Campeonato Brasileiro Série A 2018 Segunda fase
Atlético Mineiro 6º colocado do Campeonato Brasileiro Série A 2018
 Chile
(4 vagas)
Universidad Católica Campeão do Campeonato Chileno 2018 Fase de grupos
Universidad de Concepción Vice-campeão do Campeonato Chileno 2018
Universidad de Chile 3º colocado do Campeonato Chileno 2018 Segunda fase
Palestino Campeão da Copa Chile 2018
 Colômbia
(4 vagas)
Deportes Tolima Campeão do Torneio Apertura 2018 Fase de grupos
Junior Barranquilla Campeão do Torneio Finalización 2018
Independiente Medellín Melhor pontuação na temporada 2018 Segunda fase
Atlético Nacional Campeão da Copa da Colômbia 2018
Equador
(4 vagas)
LDU Quito Campeão do Campeonato Equatoriano 2018 Fase de grupos
Emelec Vice-campeão do Campeonato Equatoriano 2018
Barcelona de Guayaquil Melhor pontuação na temporada 2018 Segunda fase
Delfín 2ª melhor pontuação na temporada 2018 Primeira fase
 Paraguai
(4 vagas)
Olimpia Campeão dos Torneios Apertura e Clausura 2018 Fase de grupos
Cerro Porteño Melhor pontuação na temporada 2018
Libertad 2ª melhor pontuação na temporada 2018 Segunda fase
Nacional 3ª melhor pontuação na temporada 2018 Primeira fase
 Peru
(4 vagas)
Sporting Cristal Campeão do Campeonato Descentralizado 2018 Fase de grupos
Alianza Lima Vice-campeão do Campeonato Descentralizado 2018
Melgar 3º colocado do Campeonato Descentralizado 2018 Segunda fase
Real Garcilaso Melhor pontuação na temporada 2018 Primeira fase
Uruguai
(4 vagas)
Peñarol Campeão do Campeonato Uruguaio 2018 Fase de grupos
Nacional Vice-campeão do Campeonato Uruguaio 2018
Danubio Melhor pontuação na temporada 2018 Segunda fase
Defensor Sporting 2ª melhor pontuação na temporada 2018 Primeira fase
 Venezuela
(4 vagas)
Zamora Campeão do Campeonato Venezuelano 2018 Fase de grupos
Deportivo Lara Vice-campeão do Campeonato Venezuelano 2018
Caracas Melhor pontuação na temporada 2018 Segunda fase
Deportivo La Guaira 2ª melhor pontuação na temporada 2018 Primeira fase

Calendário

O Estádio Monumental, em Lima, no Peru sediou a final da competição.

O calendário de cada fase foi divulgado em 16 de agosto de 2018.[6] Entretanto com a mudança das datas da Copa América de 2019 no Brasil, a Confederação Brasileira de Futebol confirmou em seu calendário próprio mudanças nos dias de disputa da fase final da competição:[7]

Fase Ida Volta
Primeira fase 22 e 23 de janeiro 29 e 30 de janeiro
Segunda fase 5 a 7 de fevereiro 12 a 14 de fevereiro
Terceira fase 19 a 21 de fevereiro 26 a 28 de fevereiro
Fase de grupos 5 de março a 9 de maio
Oitavas de final 23 a 25 de julho 30 de julho a 1 de agosto
Quartas de final 20 a 22 de agosto 27 a 29 de agosto
Semifinais 1 e 2 de outubro 22 e 23 de outubro
Final 23 de novembro no Estádio Monumental, em Lima

Sorteio

O sorteio da primeira fase foi realizado em 17 de dezembro de 2018 no Centro de Convenções da CONMEBOL em Luque, no Paraguai mesmo dia em que as primeiras fases da Copa Sul-Americana de 2019 foram sorteadas.[8]

Os times foram posicionados de acordo com a fase de disputa e levando em consideração o ranking da CONMEBOL de 15 de dezembro de 2018 (em parêntesis):[9]

Pote 1 Pote 2
Primeira fase
Pote 1 Pote 2
Segunda fase
Pote 1 Pote 2 Pote 3 Pote 4
Fase de grupos

Fases preliminares

Primeira fase

A primeira fase foi disputada por seis equipes provenientes de Bolívia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis. Os confrontos desta fase foram definidos através de sorteio.[5]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
E1 Delfín Equador 5–1 Paraguai Nacional 3–0 2–1
E2 Deportivo La Guaira Venezuela 2–2 (gf) Peru Real Garcilaso 1–0 1–2
E3 Bolívar Bolívia 5–6 Uruguai Defensor Sporting 2–4 3–2

Segunda fase

A segunda fase foi disputada por 16 equipes, sendo 13 delas provenientes de Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela, mais os três vencedores da fase anterior, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis. Os confrontos desta fase foram definidos através de sorteio.[5]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
C1 Danubio Uruguai 4–5 Brasil Atlético Mineiro 2–2 2–3
C2 Melgar Peru 1–0 Chile Universidad de Chile 1–0 0–0
C3 The Strongest Bolívia 2–6 Paraguai Libertad 1–1 1–5
C4 Palestino Chile 2–2 (4–1 p) Colômbia Independiente Medellín 1–1 1–1
C5 Talleres Argentina 2–0 Brasil São Paulo 2–0 0–0
C6 Deportivo La Guaira Venezuela 0–1 Colômbia Atlético Nacional 0–1 0–0
C7 Delfín Equador 1–1 (gf) Venezuela Caracas 1–1 0–0
C8 Defensor Sporting Uruguai 3–1 Equador Barcelona de Guayaquil 3–0[b] 0–1

Terceira fase

A terceira fase foi disputada pelas oito equipes vencedoras da fase anterior, em partidas eliminatórias de ida e volta. Em caso de empate no placar agregado, a regra do gol fora de casa seria considerada e, persistindo a igualdade, a vaga seria definida na disputa por pênaltis. Os vencedores da cada confronto foram classificados à fase de grupos.[5]

Chave Equipe 1 Total Equipe 2 Ida Volta
G1 Defensor Sporting Uruguai 0–2 Brasil Atlético Mineiro 0–2 0–0
G2 Melgar Peru 3–2 Venezuela Caracas 2–0 1–2
G3 Libertad Paraguai 1–1 (5–4 p) Colômbia Atlético Nacional 1–0 0–1
G4 Talleres Argentina 3–4 Chile Palestino 2–2 1–2

Classificação à Copa Sul-Americana

As duas melhores equipes entre as derrotadas na terceira fase foram transferidas para a segunda fase da Copa Sul-Americana 2019. Apenas partidas disputadas na terceira fase foram contabilizadas para este ranking.[5]

Equipe Pts J V E D GP GC SG Qualificação
Colômbia Atlético Nacional 3 2 1 0 1 1 1 0 Copa Sul-Americana
Venezuela Caracas 3 2 1 0 1 2 3 –1
Argentina Talleres 1 2 0 1 1 3 4 –1 Eliminados
Uruguai Defensor Sporting 1 2 0 1 1 0 2 –2

Fase de grupos

Os vencedores e os segundos classificados de cada grupo avançaram para as oitavas de final, enquanto os terceiros colocados foram transferidos para a Copa Sul-Americana de 2019.[5]

Legenda
Classificados à fase final
Transferidos à segunda fase da Copa Sul-Americana de 2019
Eliminados

Grupo A

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Internacional 14 6 4 2 0 11 6 +5
2 Argentina River Plate 10 6 2 4 0 10 5 +5
3 Chile Palestino 7 6 2 1 3 7 7 0
4 Peru Alianza Lima 1 6 0 1 5 2 12 –10
  RIV INT ALI PTN
River Plate 2–2 3–0 0–0
Internacional 2–2 2–0 3–2
Alianza Lima 1–1 0–1 1–2
Palestino 0–2 0–1 3–0

Grupo B

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Cruzeiro 15 6 5 0 1 11 2 +9
2 Equador Emelec 9 6 2 3 1 6 5 +1
3 Venezuela Deportivo Lara 5 6 1 2 3 4 10 –6
4 Argentina Huracán 4 6 1 1 4 5 9 –4
  CRU EME HUR LAR
Cruzeiro 1–2 4–0 2–0
Emelec 0–1 0–0 2–2
Huracán 0–1 1–2 3–0
Deportivo Lara 0–2 0–0 2–1

Grupo C

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Paraguai Olimpia 9 6 2 3 1 9 6 +3
2 Argentina Godoy Cruz 9 6 2 3 1 5 3 +2
3 Peru Sporting Cristal 7 6 2 1 3 8 11 –3
4 Chile Universidad de Concepción 6 6 1 3 2 9 11 –2
  OLI SCR GOD UCO
Olimpia 0–1 2–1 1–1
Sporting Cristal 0–3 1–1 2–0
Godoy Cruz 0–0 2–0 1–0
Universidad de Concepción 3–3 5–4 0–0

Grupo D

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Flamengo 10 6 3 1 2 11 5 +6
2 Equador LDU Quito 10 6 3 1 2 12 8 +4
3 Uruguai Peñarol 10 6 3 1 2 7 5 +2
4 Bolívia San José 4 6 1 1 4 7 19 –12
  PEN FLA LDU SJO
Peñarol 0–0 1–0 4–0
Flamengo 0–1 3–1 6–1
LDU Quito 2–0 2–1 4–0
San José 3–1 0–1 3–3

Grupo E

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Paraguai Cerro Porteño 13 6 4 1 1 10 5 +5
2 Uruguai Nacional 13 6 4 1 1 5 2 +3
3 Brasil Atlético Mineiro 6 6 2 0 4 6 10 –4
4 Venezuela Zamora 3 6 1 0 5 6 10 –4
  CNF CPO ZAM ATM
Nacional 1–1 1–0 1–0
Cerro Porteño 1–0 2–1 4–1
Zamora 0–1 2–1 1–2
Atlético Mineiro 0–1 0–1 3–2

Grupo F

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Brasil Palmeiras 15 6 5 0 1 13 1 +12
2 Argentina San Lorenzo 10 6 3 1 2 4 2 +2
3 Peru Melgar 7 6 2 1 3 2 9 –7
4 Colômbia Junior Barranquilla 3 6 1 0 5 1 8 –7
  PAL SLO JUN MEL
Palmeiras 1–0 3–0 3–0
San Lorenzo 1–0 1–0 2–0
Junior Barranquilla 0–2 1–0 0–1
Melgar 0–4 0–0 1–0

Grupo G

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Argentina Boca Juniors 11 6 3 2 1 11 6 +5
2 Brasil Athletico Paranaense 9 6 3 0 3 11 6 +5
3 Colômbia Deportes Tolima 8 6 2 2 2 7 8 –1
4 Bolívia Jorge Wilstermann 5 6 1 2 3 5 14 –9
  BOC ATP JWI TOL
Boca Juniors 2–1 4–0 3–0
Athletico Paranaense 3–0 4–0 1–0
Jorge Wilstermann 0–0 3–2 0–2
Deportes Tolima 2–2 1–0 2–2

Grupo H

Pos. Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Paraguai Libertad 12 6 4 0 2 11 7 +4
2 Brasil Grêmio 10 6 3 1 2 8 4 +4
3 Chile Universidad Católica 7 6 2 1 3 7 11 –4
4 Argentina Rosário Central 5 6 1 2 3 6 10 –4
  GRE UCA RCE LIB
Grêmio 2–0 3–1 0–1
Universidad Católica 1–0 2–1 2–3
Rosário Central 1–1 1–1 2–1
Libertad 0–2 4–1 2–0

Fase final

Após a conclusão da fase de grupos, o sorteio que definiu o chaveamento das equipes classificadas a partir das oitavas de final até a final foi realizado em 13 de maio no Centro de Convenções da CONMEBOL em Luque, no Paraguai.[10]

As equipes que finalizaram em primeiro lugar na fase de grupos (pote 1 no sorteio) enfrentaram as equipes que finalizaram em segundo lugar (pote 2), podendo ser sorteadas equipes de um mesmo país ou que integraram o mesmo grupo na fase anterior. A pontuação obtida na fase de grupos serviu para a definição dos mandos de campo até a semifinal, com as equipes melhores posicionadas sempre realizando o jogo de volta como local (numerados de 1 a 16).[5]

Equipes classificadas
Primeiros dos grupos Pts SG Gr.
1 Brasil Palmeiras 15 +12 F
2 Brasil Cruzeiro 15 +9 B
3 Brasil Internacional 14 +5 A
4 Paraguai Cerro Porteño 13 +5 E
5 Paraguai Libertad 12 +6 H
6 Argentina Boca Juniors 11 +5 G
7 Brasil Flamengo 10 +6 D
8 Paraguai Olimpia 9 +3 C
Segundos dos grupos Pts SG Gr.
9 Uruguai Nacional 13 +3 E
10 Argentina River Plate 10 +5 A
11 Equador LDU Quito 10 +4 D
12 Brasil Grêmio 10 +4 H
13 Argentina San Lorenzo 10 +2 F
14 Brasil Athletico Paranaense 9 +5 G
15 Argentina Godoy Cruz 9 +2 C
16 Equador Emelec 9 +1 B

Esquema

Os times que estão na parte superior do confronto possuem o mando de campo no primeiro jogo e em negrito os times classificados.

Oitavas de final Quartas de final Semifinais Final
 23 de julho a 1 de agosto  20 a 29 de agosto  1 a 23 de outubro  23 de novembro
                                         
 Brasil Grêmio 2 3 5  
 Paraguai Libertad 0 0 0  
   Brasil Grêmio (gf) 0 2 2  
   Brasil Palmeiras 1 1 2  
 Argentina Godoy Cruz 2 0 2
 Brasil Palmeiras 2 4 6  
   Brasil Grêmio 1 0 1  
   Brasil Flamengo 1 5 6  
 Equador Emelec 2 0 2 (2)  
 Brasil Flamengo (pen) 0 2 2 (4)  
   Brasil Flamengo 2 1 3
   Brasil Internacional 0 1 1  
 Uruguai Nacional 0 0 0
 Brasil Internacional 1 2 3  
   Brasil Flamengo 2
   Argentina River Plate 1
 Argentina River Plate (pen) 0 0 0 (4)  
 Brasil Cruzeiro 0 0 0 (2)  
   Argentina River Plate 2 1 3
   Paraguai Cerro Porteño 0 1 1  
 Argentina San Lorenzo 0 1 1
 Paraguai Cerro Porteño 0 2 2  
   Argentina River Plate 2 0 2
   Argentina Boca Juniors 0 1 1  
 Equador LDU Quito 3 1 4  
 Paraguai Olimpia 1 1 2  
   Equador LDU Quito 0 0 0
   Argentina Boca Juniors 3 0 3  
 Brasil Athletico Paranaense 0 0 0
 Argentina Boca Juniors 1 2 3  

Final

23 de novembro Flamengo Brasil 2 – 1 Argentina River Plate Estádio Monumental, Lima
15:00 (UTC−5)
Gabriel Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89', Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2' Relatório Borré Gol marcado aos 14 minutos de jogo 14' Público: 59 000[11]
Árbitro: ChileCHI Roberto Tobar

Premiação

Copa Libertadores da América de 2019
Brasil
FLAMENGO
Campeão
(2º título)

Estatísticas

Maiores públicos

Esses são os dez maiores públicos do campeonato:

Público Mandante Placar Visitante Estádio Data Fase Ref.
1 69 981 Flamengo Brasil 5–0 Brasil Grêmio Maracanã 23 de outubro Semifinal [14]
2 67 664 Flamengo Brasil 2–0 Equador Emelec Maracanã 31 de julho Oitavas [15]
3 66 716 Flamengo Brasil 0–1 Uruguai Peñarol Maracanã 3 de abril Grupo D [16]
4 66 366 Flamengo Brasil 2–0 Brasil Internacional Maracanã 21 de agosto Quartas [17]
5 64 814 Flamengo Brasil 6–1 Bolívia San José Maracanã 11 de abril Grupo D [18]
6 62 440 Flamengo Brasil 3–1 Equador LDU Quito Maracanã 13 de março Grupo D [19]
7 62 273 River Plate Argentina 2–0 Argentina Boca Juniors Monumental de Núñez 1 de outubro Semifinal [20]
8 59 000 Flamengo Brasil 2–1 Argentina River Plate Monumental "U" 23 de novembro Final [11]
9 55 796 River Plate Argentina 2–0 Paraguai Cerro Porteño Monumental de Núñez 22 de agosto Quartas [21]
10 55 567 Cruzeiro Brasil 0–0 Argentina River Plate Mineirão 30 de julho Oitavas [22]

Notas

  • a. ^ Não definido no momento do sorteio.
  • b. ^ Foi atribuída a vitória por 3–0 ao Defensor Sporting devido a escalação irregular do jogador Sebastián Pérez pelo Barcelona de Guayaquil. Originalmente a partida terminou em 2–1 para o Barcelona.[23]

Referências

  1. «La CONMEBOL Libertadores se definirá en final única a partir de 2019 con mayores beneficios a los clubes y la competencia» (em espanhol). CONMEBOL. 23 de fevereiro de 2018. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  2. «Final da Libertadores 2019 será em Santiago; Sul-Americana também será decidida em jogo único». GloboEsporte.com. 14 de agosto de 2018. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  3. «Conmebol, Flamengo e River Plate decidem: final da Libertadores sai de Santiago e será em Lima no dia 23 de novembro». GloboEsporte.com. 5 de novembro de 2019. Consultado em 5 de novembro de 2019 
  4. «De geração para geração: 38 anos depois, Flamengo vence River Plate e volta a pintar a América do Sul de vermelho e preto». GloboEsporte.com. 23 de novembro de 2019. Consultado em 25 de novembro de 2019 
  5. a b c d e f g «REGLAMENTO CONMEBOL LIBERTADORES 2019» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 19 de dezembro de 2018 
  6. «Calendário definido para a Libertadores, Sul-Americana e Recopa 2019» (em espanhol). CONMEBOL. 16 de agosto de 2018. Consultado em 24 de outubro de 2018 
  7. «CBF divulga Calendário do Futebol Brasileiro para 2019». CBF. 13 de outubro de 2018. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  8. «Pautas de sorteo de la CONMEBOL Libertadores y CONMEBOL Sudamericana 2019» (em espanhol). CONMEBOL. 17 de dezembro de 2018. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  9. «CONMEBOL LIBERTADORES 2019 – Pauta del Sorteo» (PDF) (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 17 de dezembro de 2018 
  10. «El mapa de los octavos: 11 campeones y 5 aspirantes a la Gloria Eterna» (em espanhol). CONMEBOL. 10 de maio de 2019. Consultado em 13 de maio de 2019 
  11. a b «Copa Libertadores 2019 » Final » Flamengo RJ - River Plate 2:1». Worldfootball.net. 23 de novembro de 2019. Consultado em 30 de novembro de 2019 
  12. «Copa Libertadores 2019: Goleadores» (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 5 de março de 2019 
  13. «Copa Libertadores 2019: Asistencias» (em espanhol). CONMEBOL. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 
  14. «Flamengo faz 5 a 0, atropela o Grêmio no Maracanã e vai à final da Libertadores». GloboEsporte.com. 23 de outubro de 2019. Consultado em 24 de outubro de 2019 
  15. «Flamengo faz 2 a 0, vence o Emelec nos pênaltis e avança na Libertadores». GloboEsporte.com. 31 de julho de 2019. Consultado em 1 de agosto de 2019 
  16. «Com Gabriel expulso, Flamengo perde jogo e liderança para Peñarol na Libertadores». Isto É. 3 de abril de 2019. Consultado em 25 de abril de 2019 
  17. «Bruno Henrique decide, e Flamengo constrói boa vantagem sobre o Inter». GloboEsporte.com. 21 de agosto de 2019. Consultado em 22 de agosto de 2019 
  18. «Para cima deles! Fla atropela San José e lidera Grupo D da Libertadores». Lance!. 11 de abril de 2019. Consultado em 25 de abril de 2019 
  19. «Diego Alves pega pênalti, Flamengo marca três vezes e vence fácil LDU». UOL Esporte. 13 de março de 2019. Consultado em 25 de abril de 2019 
  20. «Copa Libertadores 2019 » Semi-finals » River Plate - Boca Juniors 2:0». Worldfootball.net. 2 de outubro de 2019. Consultado em 30 de novembro de 2019 
  21. «Copa Libertadores 2019 » Quarter-finals » River Plate - Cerro Porteño 2:0». Worldfootball.net. 22 de agosto de 2019. Consultado em 30 de novembro de 2019 
  22. «Armani decide, e River Plate elimina o Cruzeiro nos pênaltis em pleno Mineirão». GloboEsporte.com. 30 de julho de 2019. Consultado em 31 de julho de 2019 
  23. «Tribunal de Disciplina hace lugar al reclamo presentado por Defensor Sporting Club» (em espanhol). CONMEBOL. 11 de fevereiro de 2019. Consultado em 12 de fevereiro de 2019 

Ver também

Ligações externas



This page is based on a Wikipedia article written by contributors (read/edit).
Text is available under the CC BY-SA 4.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.

Destek