Advertising Enquiries

Ciclone Amphan

Wikipedia open wikipedia design.

Super Tempestade Ciclônica Amphan
(ECIN)
Formação 16 de maio de 2020
Dissipação 21 de maio de 2020
Vento mais forte (1 min) 140 nós (259 km/h, 161 mph)
Vento mais forte (3 min) 130 nós (241 km/h, 150 mph)
Pressão mais baixa 925 hPa (mbar) ou 694 mmHg
Danos Desconhecido
Fatalidades 103 total
Áreas afetadas Sri Lanka, Ilhas Andaman, Bengala Ocidental, Orissa, Bangladesh
Wikinotícias
O Wikinotícias tem uma ou mais notícias relacionadas com este artigo: Ciclone Amphan deixa mais de 80 mortos na Índia e em Bangladesh

A Super Tempestade Ciclônica Amphan ( /ˈɑːmpʌn/ ) foi um ciclone tropical muito poderoso, que em maio de 2020 causou prejuízos numa vasta área sobre a Índia Oriental e Bangladesh. Foi o ciclone tropical mais forte a atingir o Delta do Ganges desde o Ciclone Sidr na temporade de ciclones do Índico Norte de 2007, Amphan é a primeira tempestade super ciclônica na Baía de Bengala desde o Ciclone Odisha de 1999.[1][2]

O primeiro ciclone tropical da temporada de ciclones do Índico Norte de 2020, as origens de Amphan podem ser rastreadas até uma área de baixa pressão persistindo a uns 300 km a oeste de Colombo, Sri Lanka em 13 de maio de 2020. Situada sobre a Baía de Bengala em 29 de abril. Seguindo para noroeste, as temperaturas de superfície do mar muito quentes favoreceram a intensificação gradual, e o Joint Typhoon Warning Center (JTWC) notou que uma depressão tropical tinha formado em 15 de maio, enquanto o Departamento Meteorológico da Índia (IMD) fez o mesmo em 16 de maio. Um dia mais tarde, Amphan começou a ciclogênese explosiva e em pouco mais de 12 horas, Amphan tornou-se uma tempestade ciclónica extremamente severa.

Em 18 de maio, a aproximadamente 12:00 UTC, Amphan conseguiu a sua intensidade máxima com ventos sustentados de 3 minutos de 130 nós (240 km/h), ventos de 1 minuto sustentado de 140 nós (260 km/h), e uma pressão barométrica central mínima de 925 millibars (27 inHg). Amphan também conseguiu um máximo de largura de 600 milhas náuticas (690 mi; 1,111 km). Amphan começou um ciclo de substituição de olho pouco depois depois de atingir a intensidade máxima, o qual lhe causou a se debilitar. Continuando a rota para noroeste, passando rente ao longo da costa da Índia Oriental, Amphan lutou para completar o seu ciclo de substituição do olho, e a intrusão de ar seco começou a afectar o lado noroeste da convenção. O aumento do cisalhamento causou enfraquecimento continuado quando se aproximava de terra.

Em 20 de maio, entre as 10:00 e 11:00 UTC, Amphan fez o landfall em Bengala Ocidental. Nessa altura, o JTWC estimou o vento sustentado de 1 minuto de Amphan em 85 nós (98 mph). Amphan rapidamente debilitou-se uma vez em terra, e dissipou-se em vestígios pelas 12:00 UTC em 21 de maio de 2020.

As áreas costeiras em Orissa, bem como Calcutá, Hoogly, Howrah e North e South em Bengal do Oeste esteve afectado pelo ciclone. O ciclone também causou destruição significativa no Bangladesh.[3]

História meteorológica[editar | editar código-fonte]

Cyclone Amphan (2020) map.jpg
Cyclone Amphan (2020) chart.png

Durante 13 de maio, uma área de baixa pressão se desenvolveu sobre a baía sudeste de Bengala, por volta de 1 020 quilômetros (630 mi) ao sudeste de Visakhapatnam, no estado indiano de Andra Pradexe.[4][5] A área de baixa pressão foi localizada em um ambiente favorável para posterior desenvolvimento, com boa vazão equatorial, temperaturas quentes da superfície do mar e baixo vento vertical.[5] Nos dois dias seguintes, o sistema ficou mais marcado à medida que se consolidava gradualmente, com faixas de convecção atmosférica profunda envolvendo o centro de circulação de baixo nível do sistema.[6][7] Em 16 de maio, o Departamento Meteorológico da Índia (IMD) informou que a área de baixa pressão havia se transformado em depressão e a designada como BOB  01, enquanto se localizava cerca de 1 100 quilômetros (680 mi) ao sul de Paradip, no estado indiano de Odisha.[8]

Movendo-se para o norte, a depressão se organizou continuamente e se tornou uma tempestade ciclônica algumas horas depois, recebendo o nome de Amphan . O sistema foi incapaz de se fortalecer ainda mais, uma vez que o cisalhamento moderado do vento situado ao leste compensava constantemente o lado oriental da convecção do sistema, tornando-o assimétrico.[9] Em 17 de maio, as condições para intensificação significativa tornaram-se mais prováveis quando o cisalhamento do sul, que antes restringia qualquer tipo de intensificação, começou a diminuir, e o cisalhamento situado ao norte se deslocou para o interior. Posteriormente, Amphan se tornou uma tempestade ciclônica severa e, em seguida, começou a sofrer intensificação explosiva, de acordo com o JTWC, com ventos sustentados de 1 minuto aumentando de 75 nós (140 km/h) às 18:00 UTC a 115 nós (210 km/h) - equivalente a uma categoria   4 furacão na escala Saffir-Simpson - em apenas seis horas. Além disso, o IMD atualizou Amphan para um ciclone tropical extremamente grave na escala de intensidade de ciclones do IMD.[10] Nesse ponto, Amphan era um sistema expansivo, com nuvens que se estendiam por mais de 600 milhas náuticas (690 milhas; 1 111 km) com convecção central superdensa, profunda e simétrica. Ele também mantinha um olho nítido de 10 milhas de largura.

Por volta das 00:00 UTC de 18 de maio, imagens de microondas mostravam que um ciclo de substituição da parede ocular estava ocorrendo com a presença de duas paredes oculares concêntricas distintas, típicas para ciclones muito intensos.[11] Durante o dia, Amphan lutou para concluir o ciclo de substituição da parede do olho e, portanto, a deixou vulnerável ao cisalhamento e ao ar seco; e a intrusão de ar seco começou a ocorrer no final de 18 de maio, com a porção noroeste da parede do olho começando a entrar em colapso como resultado da intrusão de ar seco. Além disso, o aumento do cisalhamento devido a movimentos monsoonais significava que o quadrante leste do sistema estava sendo continuamente degradado, tornando-o menos simétrico.[12] Por volta das 17:30&nbspIST (12:00 UTC), Amphan chegou a terra perto de Bakkhali, Bengala Ocidental com vento de 155 km/h (100 mph).[13] Á medida que se moveu mais para dentro de terra, enfraqueceu rapidamente e em apenas seis horas depois de entrar em terra, a JTWC baixou o status de ciclone equivalente a Categoria 1 e emitiu o seu aviso final do sistema enquanto ele se desorganizava.[14]

Preparações[editar | editar código-fonte]

Satellite image of a newly-formed Amphan
Amphan logo após sua designação como depressão tropical em 16 de maio

A faixa de previsão de Amphan ficou em 38,9   milhões de pessoas na Índia e Bangladesh correm risco de exposição aos ventos da tempestade, de acordo com o US Pacific Disaster Center.[15] A formação do sistema precursor de baixa pressão levou o IMD a emitir um alerta ciclônico para a costa da Índia ao longo da Baía de Bengala, aconselhando os pescadores a não navegar para locais suscetíveis na Baía de Bengala a partir de 15-18 de maio.[16] Os pescadores do Sri Lanka também foram aconselhados pelo governo nacional a retornar ou permanecer no país.[17] Os navios e aeronaves da Guarda Costeira da Índia direcionaram os barcos de pesca para o porto, em coordenação com as administrações e os departamentos de pesca de Orissa e Bengala Ocidental.[18] Os portos foram limpos e suas operações suspensas ao longo da Baía de Bengala e a Corporação de Transporte Aquaviário de Bangladesh cessaram o serviço de balsa nas principais rotas do Bangladesh.[19][20] Os departamentos de obras públicas foram convocados pelo governo de Orissa para garantir a resiliência da infraestrutura;[21] equipes e sistemas de backup para eletricidade e telecomunicações foram implantados para atender a essas necessidades,[22] estabelecendo linhas de apoio para resposta a emergências.[23] O serviço ferroviário Shramik para trabalhadores migrantes foi interrompido em Odisha e Bengala Ocidental por até quatro dias.[24][25][26] Os comboios especiais da AC Express que operam rotas entre Nova Deli e Bhubaneswar foram desviados para evitar os efeitos do ciclone.[27] Aeroporto Internacional Netaji Subhas Chandra Bose em Calcutá foi fechado até 21 de maio, com a evacuação de aviões e aviões a serem amarrados nos terminais e os telhados a serem fortificados para reduzir os danos.[28][29]

O primeiro-ministro Narendra Modi realizou uma reunião com o ministro do Interior, Amit Shah, o ministro-chefe de Bengala Ocidental, Mamata Banerjee, o ministro-chefe de Odisha Naveen Patnaik e outros funcionários em 18 de maio, para revisar os preparativos e os planos de evacuação.[30][31] As equipes da Força de Ação Rápida para Desastres de Odisha e da Força Nacional de Resposta a Desastres (NDRF) foram pré-posicionadas nos distritos de Orissa e Bengala Ocidental em 17 de maio para ajudar nos preparativos para Amphan e prestar ajuda sempre que necessário,[21][32][33] com unidades adicionais colocadas em modo de espera;[34] essas unidades poderiam ser prontamente transportadas de avião para as áreas afetadas a bordo dos aviões de transporte da Força Aérea Indiana .[35] A Autoridade Nacional de Gerenciamento de Desastres informou que essas equipes e outros socorristas também precisariam de equipamentos de proteção individual e máscaras N95 devido à pandemia em andamento.[36] Uma equipe de mergulho da Marinha Indiana foi enviada para Calcutá para ajudar nos esforços de socorro.[37] O Ministério da Agricultura de Bangladesh aconselhou os agricultores costeiros a colher todos os arrozais maduros para mitigar a perda estimada de 12 por cento do rendimento da colheita.[38] As províncias costeiras da Tailândia ao longo do mar de Andaman foram alertadas pelo Departamento Meteorológico da Tailândia sobre a ameaça de fortes chuvas em maio 19.[39] Os alertas de tempestades emitidos pelo Departamento de Prevenção e Mitigação da Tailândia incluíram 62 províncias, incluindo Bangkok[40] enquanto alertas para inundações repentinas, ondas altas e deslizamentos de terra foram emitidos por 14 províncias do sul da Tailândia .[41]

Animation of infrared satellite imagery
Ciclone Amphan intensifica-se explosivamente em 17 de maio

O governo de Odisha dirigiu os magistrados de quatro distritos em 15 de maio para estabelecer abrigos para possíveis evacuados.[42] O secretário-chefe de Odisha, Asit Kumar Tripathy, identificou 403 possíveis abrigos de ciclones em áreas potencialmente impactadas por Amphan, embora 105   serviu como centros médicos temporários para quarentenas associadas à pandemia simultânea do COVID-19 .[21] Os abrigos só podiam ser preenchidos com um terço da capacidade de manter diretrizes de distanciamento social devido à pandemia.[36] Edifícios adicionais foram identificados para possível uso como abrigos temporários para aumentar a capacidade de evacuação.[43] Da mesma forma, restrições pandêmicas a abrigos em Bangladesh levaram vice-comissários em 19   distritos costeiros para apreender instituições educacionais e mesquitas para uso como abrigos.[44][45] Mais de 12 000 abrigos foram abertos em todo o Bangladesh, fornecidos com alimentos e dinheiro de emergência do Ministério de Gerenciamento e Desastres de Bangladesh e com capacidade para 5,19  milhões de evacuados.[46][47] Esperava-se que mais de um milhão de pessoas evacuassem de áreas próximas à fronteira entre Bangladesh e Índia .[48] As evacuações começaram em 17 de maio em Jagatsinghpur, começando com os idosos e as grávidas que vivem em casas de palha.[49] Os magistrados foram instruídos a começar a evacuar os residentes de casas vulneráveis e áreas baixas em Odisha no dia seguinte.[50] O estado tinha capacidade de abrigo para até 1,1 milhões de evacuados, embora apenas 10 por cento deveria ser usado. O governo de Bengala Ocidental planejava evacuar 200 000 pessoas de suas casas em maio 18;[51] quase 300 000. No total, pessoas foram evacuadas do estado, incluindo 200 000 do distrito de North 24 Parganas .[52] Prevê-se que dois milhões de pessoas evacuem de áreas baixas do Bangladesh em 19 de maio.[53] Aproximadamente 50 000 pessoas evacuadas das ilhas dos Sunderbans .[54]

Uma mensagem laranja emitida pelo IMD está atualmente em vigor para as costas de Odisha e Bengala Ocidental.[55]

Bangladesh[editar | editar código-fonte]

O Departamento Meteorológico de Bangladesh emitiu o Sinal de Perigo Nº 7 para os portos de Mongla e Payra, enquanto o Sinal de Perigo Nº 6 para o porto de Chittagong .[56]

Impacto[editar | editar código-fonte]

Fatalidades por país
País Fatalidade Ref.
Bangladesh &0000000000000020.00000020 [57]
Índia &0000000000000079.00000079 [58][59]
Sri Lanka &0000000000000004.0000004 [60][61]
Total 103

Sri Lanka[editar | editar código-fonte]

Como um sistema em desenvolvimento, Amphan trouxe chuvas e ventos fortes para o Sri Lanka. Um total de precipitação máxima de 24 horas de 214 milímetros (8 4 in) foi observada em Kegalle em 16 de maio. As chuvas intensas causaram inundações e deslizamentos de terra que mataram duas pessoas.[62] Outras cinco pessoas ficaram feridas. Ventos fortes danificaram mais de 500 casas,[63] incluindo 145 em Polonnaruwa .[64]

Índia[editar | editar código-fonte]

Animação de Satelite de Amphan chegando a terra perto de Bengala Ocidental em 20 de Maio

Kerala[editar | editar código-fonte]

De acordo com a avaliação primária do departamento de receita, a Vaikom taluk registrou uma perda acumulada de Rs. 147 milhões como 16 casas foram completamente destruídas e 313 casas foram parcialmente danificadas.[65] O telhado de azulejos do templo Vaikom Mahadeva foi danificado devido aos ventos de alta velocidade como resultado de Amphan.[66]

O Tamil Nadu enfrentou fortes chuvas em vários distritos.[67] Ao longo da costa, cerca de 100 barcos de pesca foram danificados no distrito de Ramanathapuram devido aos ventos do ciclone.[68]

Referências

  1. Nandi, Jayashree; Thakur, Joydeep (18 de maio de 2020). «Super Cyclonic Storm #Amphan is the 1st SUCS in the Bay of Bengal since the 1999 Odisha Super Cyclone». Hindustan Times. Consultado em 19 de maio de 2020 
  2. Bose, Joydeep (19 de maio de 2020). «Cyclone 'Amphan' LIVE updates: Second super cyclone after 1999, moving with wind speed of 200-240 kmph, says IMD». DNA India. Consultado em 19 de maio de 2020 
  3. Imagens de YouTube/Youtube
  4. Tropical Weather Outlook for the North Indian Ocean May 13, 2020 06z (Relatório). India Meteorological Department. 13 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020. Cópia arquivada em 18 de maio de 2020 
  5. a b Significant Tropical Weather Advisory for the Indian Ocean May 13, 2020 18z (Relatório). United States Joint Typhoon Warning Center. 13 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020. Cópia arquivada em 18 de maio de 2020 
  6. Tropical Weather Outlook for the North Indian Ocean May 14, 2020 06z (Relatório). India Meteorological Department. 14 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020. Cópia arquivada em 18 de maio de 2020 
  7. Tropical Cyclone Formation Alert May 15, 2020 10z (Relatório). United States Joint Typhoon Warning Center. 15 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020. Cópia arquivada em 18 de maio de 2020 
  8. Tropical Weather Outlook for the North Indian Ocean May 16, 2020 04:05z (Relatório). India Meteorological Department. 14 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020. Cópia arquivada em 18 de maio de 2020 
  9. «RSMC TROPICAL CYCLONE ADVISORY BULLETIN» (PDF). Regional Specialised Metrological Center. Consultado em 17 de maio de 2020 
  10. «BULLETIN NO.: 19 (BAY OF BENGAL 01/2020)» (PDF). rsmcnewdelhi.imd.gov.in. 18 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020 
  11. «Life threatening storm surge - Cyclone Amphan». The Washington Post. Consultado em 18 de maio de 2020 
  12. «Amphan continues to weaken as it bears down on the Bengal coast». Reddit. Consultado em 20 de maio de 2020 
  13. «In pictures: Cyclone Amphan hits India and Bangladesh». CNN. 20 de maio de 2020. Consultado em 20 de maio de 2020 
  14. «Tropical cyclone 01B (Amphan) Warning Nr 018». Joint Typhoon Warning Center. 20 de maio de 2020. Consultado em 20 de maio de 2020 
  15. Westcott, Ben; Sud, Vedika; Suri, Manveena (19 de maio de 2020). «India and Bangladesh brace for the strongest storm ever recorded in the Bay of Bengal». CNN. Cable News Network. Consultado em 19 de maio de 2020 
  16. «Cyclone Amphan: Low pressure over Bay of Bengal, likely to intensify into cyclonic storm by May 16». The Indian Express Ltd. The Indian Express. Express Web Desk 
  17. «Sri Lanka fishermen asked to stay ashore as cyclone Amphan intensifies». EconomyNext. Echelon Media. 17 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020 
  18. «Cyclone Amphan likely to bring heavy rain in coastal Bengal districts from May 19». Hindustan Times. HT Media. Press Trust of India. 17 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020 
  19. «'Extremely severe' cyclonic storm Amphan forces evacuations in India, Bangladesh». The Sydney Morning Herald. Kolkata, India. 19 de maio de 2020. Consultado em 18 de maio de 2020 
  20. «Cyclone Amphan: Ferry services shut on major routes across Bangladesh». Newsroom Post. Dhaka, Bangladesh: Headlong Newsroom Post India. 19 de maio de 2020. Consultado em 19 de maio de 2020 
  21. a b c «CM Naveen Patnaik sets 'zero casualty' target for cyclone Amphan». Newindianexpress.com. The New Indian Express. Express News Service 
  22. «Odisha deploys NDRF, ODRAF teams as cyclonic storm Amphan intensifies into very severe cyclonic storm». United News of India. United News of India 
  23. «Cyclone Amphan: Govt releases helpline numbers, sets up round-the-clock control rooms». Bennett Coleman & Company. TimesNowNews.com. Times Now Digital 
  24. «Odisha suspends 'Shramik Specials' in view of cyclone Amphan». Newindianexpress.com. The New Indian Express. Express News Service 
  25. «Bhubaneswar-New Delhi AC special train to run on diverted route». Update Odisha. Update Odisha 
  26. «Cyclone Amphan: 3 lakh people evacuated, moved to relief shelters, says West Bengal CM Mamata Banerjee». HT Media. Hindustan Times. Press Trust of India 
  27. «Cyclone 'Amphan' intensifies into severe cyclonic storm». The Times of India. Bennett, Coleman & Company. 18 de maio de 2020. Consultado em 19 de maio de 2020 
  28. Srinivasan, Chandrasekar (20 de maio de 2020). «Airport, Markets Shut, People To Stay Inside As Kolkata Preps For Amphan». NDTV. Kolkata, India: NDTV Convergence. Consultado em 20 de maio de 2020 
  29. «Kolkata: Planes flown out, terminal roof bolstered ahead of Cyclone Amphan strike». The Times of India. Kolkata, India: Bennett, Coleman & Company. Times News Network. 20 de maio de 2020. Consultado em 20 de maio de 2020 
  30. Nandi, Jayashree (19 de maio de 2020). «Bengal and Odisha brace for super cyclone Amphan, PM Modi takes stock». Hindustan Times. New Delhi, India: HT Media. Consultado em 19 de maio de 2020 
  31. «Amit Shah speaks to Mamata Banerjee and Naveen Patnaik, assures all help for super cyclone 'Amphan'». Deccan Herald. The Printers. Press Trust of India. 19 de maio de 2020. Consultado em 19 de maio de 2020 
  32. «Cyclone 'Amphan': NDRF deploys 17 teams in Odisha, West Bengal». The Tribune Trust. The Tribune 
  33. «NDRF deploys 17 member team in Paradip to prepare for Cyclone Amphan». The Times of India. The Times of India. Asian News International 
  34. «Cyclone Amphan Turns 'Very Severe', Disaster Response Teams Deployed In Odisha, WB». Odisha Television. Odishatv.in 
  35. «Cyclone 'Amphan': 53 teams deployed to save lives, property, says NDRF». Newindianexpress.com. The New Indian Express 
  36. a b «Cyclone Amphan likely to intensify, hit Bengal soon». HT Media. Hindustan Times 
  37. «Live Updates: Cyclone Amphan weakens into 'extremely severe' category, rain lashes several parts of Odisha». The Economic Times. The Economic Times. ET Online 
  38. «Harvest all paddy now». Thedailystar.net. The Daily Star 
  39. «Flood alarm sounds on Andaman coast». Bangkok Post Public Company. Bangkok Post 
  40. «Storms alert for most of Thailand». Bangkok Post Public Company. Bangkok Post 
  41. «Thailand – Flash floods and landslides (DG ECHO, TMD, media) (ECHO Daily Flash of 19 May 2020)». European Civil Protection and Humanitarian Aid Operations – via ReliefWeb 
  42. «Odisha bracing for possible cyclone, 12 districts on alert». HT Media Limited. Hindustan Times 
  43. «Cyclone Amphan: With 7 Lakh Expected To Be Affected, Odisha Swings Into Action Mode». Odisha Television. Odishatv.in 
  44. «Bangladesh alerts maritime ports as Cyclone Amphan intensifies». Media New Age. New Age Bangladesh 
  45. «Govt has necessary preparations to face cyclone 'Amphan': Enamur». United News Bangladesh. United News Bangladesh 
  46. «India, Bangladesh Prepare to Evacuate 5 Million From Cyclone». Bloomberg. Bloomberg 
  47. «Amphan may be as bad as Sidr». Thedailystar.net. The Daily Star 
  48. «Cyclone Amphan: More than 1 million to be evacuated in India, Bangladesh». United Press International. United Press International 
  49. «'Amphan' keeps fishermen off sea». Newindianexpress.com. The New Indian Express 
  50. «Cyclone Amphan: Odisha govt. asks Collectors to evacuate people living in thatched, asbestos, tile houses». United News of India. United News of India 
  51. «India and Bangladesh to evacuate 2 million people as Cyclone Amphan approaches». South China Morning Post. South China Morning Post. Agence France-Presse 
  52. «West Bengal: Three lakh people evacuated to safety ahead of 'Amphan' landfall». Bennett, Coleman & Co. Bangalore Mirror 
  53. «India, Bangladesh evacuate millions ahead of Cyclone Amphan amid fears of 'severe damage'». Special Broadcasting Service. SBS News 
  54. «Amphan: India and Bangladesh evacuate millions ahead of super cyclone». BBC. BBC News 
  55. BULLETIN NO.: 18(BAY OF BENGAL01/2020) (PDF) (Relatório) 
  56. Correspondent. «Super cyclone Amphan hurtling towards Bangladesh». bdnews24.com  |nome3= sem |sobrenome3= em Authors list (ajuda)
  57. Zaman, Tauhid; Jessore; Mostafa, Arif; Pirojpur; Sardar, Asaduzzaman; Satkhira; Nasim, Nazmul; Bogra; Dhar, Bijoy; Rangamati (21 May 2020). «Cyclone Amphan weakens as death toll rises to 20». Dhaka Tribune. Consultado em 21 May 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  58. «72 killed in Cyclone Amphan fury, 15 dead in Kolkata alone». [Cyclone Amphan Live Updates]. THE HINDU. 20 May 2020. Consultado em 21 May 2020  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda); Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  59. Mohanty, Debabrata (21 May 2020). «3 dead as Cyclone Amphan crosses Odisha before making landfall in Bengal». hindustantimes. Consultado em 21 May 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  60. «Ratnapura affected the most by inclement weather; 2 deaths reported». Ada Derana. Ada Derana. 19 May 2020. Consultado em 20 May 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  61. Borham, Maneshka (17 May 2020). «Adverse weather claims two lives». Sunday Observer. The Associated Newspapers of Ceylon. Consultado em 20 May 2020  Verifique data em: |acessodata=, |data= (ajuda)
  62. «Adverse weather claims two lives». Sunday Observer 
  63. «2 killed, over 2,000 affected by heavy rains in Sri Lanka». Xinhua 
  64. «Amphan 900km away from Sri Lanka, now Super Cyclonic Storm». Economy Next 
  65. «Strong winds wreak havoc in Kottayam; Vaikom badly hit». The New Indian Express 
  66. «Stormy winds hit Vaikom, cause widespread damage» (em inglês). The Hindu. ISSN 0971-751X 
  67. www.thenewsminute.com https://www.thenewsminute.com/article/heavy-rainfall-parts-tn-chennai-braces-heatwaves-124744  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  68. «100 boats damaged in heavy winds» (em inglês). Special Correspondent. The Hindu. ISSN 0971-751X 


This page is based on a Wikipedia article written by contributors (read/edit).
Text is available under the CC BY-SA 4.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.

Destek