Barlaão e Josafá

Wikipedia open wikipedia design.

Santos Barlaão e Josafá
Manuscrito do século XII mostrando Santos Barlaão e Josafá
Morte  em Índia
Veneração por Igreja Ortodoxa
Igreja Católica
Festa litúrgica 26 de agosto (Igreja Ortodoxa Grega)[1][2]
19 de novembro (Ortodoxia eslava)[1][3]
Igreja Católica Romana[4]
Gloriole.svg Portal dos Santos

Barlaão e Josafá são mártires e santos cristãos, cuja vida talvez tenha sido baseada na história de Sidarta Gautama.

Lenda[editar | editar código-fonte]

A primeira versão da história aparece no sutra sânscrito Lalila-Vistara, texto budista maaiana que conta a história da vida de Sidarta Gautama Buda.[5] Foi traduzida para o árabe em primeiro lugar, como o Livro de Bilahwar e Budasaf ("Boddhisattva"), na Bagdá do século VIII. Em seguida, passou para manuscritos cristãos Georgianos, como a história de Balavariani, antes de ser traduzida para o grego medieval por Eutímio de Athos, e finalmente para o latim e outras línguas ocidentais, como lenda de Barlaão e Josafá.[6][7][8][9] Houve também uma versão grega que consta entre as obras de São João Damasceno na Patrologia Grega de Migne, apesar de não ter sido escrita por ele.[10]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Segundo a lenda, o rei Abenner ou Avenier na Índia perseguia em seu reino os cristãos de São Tomé. Quando os astrólogos previram que seu próprio filho algum dia se tornaria cristão, Abenner isolou do mundo o jovem príncipe Josafá. Apesar do aprisionamento, Josafá conheceu o eremita Barlaão e se converteu ao cristianismo, mantendo firmemente sua fé mesmo diante da ira e persuasão de seu pai. Por fim, Abenner converteu-se, entregou seu trono a Josafá e retirou-se para o deserto para se tornar um eremita. O próprio Josafá depois abdicou do trono, entrando em reclusão com seu antigo mestre Barlaão.[11][10]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b «Saint Joasaph, King of the Indians». Mystagogy Resource Center (em inglês). 26 de agosto de 2016 
  2. «Ὁ Ὅσιος Ἰωάσαφ γιὸς τοῦ βασιλιὰ τῆς Ἰνδίας Ἄβενιρ» O Osios Ioásaf yiós toú Vasiliá tís Indías Ávenir. Megas Synaxaristes (em grego). Consultado em 8 de novembro de 2018 
  3. «Orthodox Calendar: November 19/December 2». Pravoslavie.ru. Arquivado do original em 1 de março de 2014 
  4. Macdonnel, Arthur Anthony (1900). "". A History of Sanskrit Literature. New York: D. Appleton and Co. p. 420.
  5. Houriez, Jacques (1997). Litérales: Mythe et littérature, Le mythe du Bouddha dans le roman médiéval de Barlaam et Josaphat. [S.l.]: Annales littéraires de l'université de Franche-Comté. p. 30 
  6. William Cantwell Smith, "Towards a World Theology" (1981)
  7. Teófilo Braga História da literatura portugesa: Idade Média -2005 p291 "E dos que vyra que este recontamento escrevia a proveyto das almas de nos outros que o leemos ê tal guisa que mereçemos seer cõntados ê a parte dos Santos Barlaão e Josaphat bem aventurados amigos de nosso senhor."
  8. Brotéria 1982 p437 "... inclui logo este homem de em. no calendário dos santos, com nome de Josafá (possível coruptela de Bodhsat)». ... a lenda hagiografica dos Santos Barlaão e Josaphat» teve aorme difusão em toda a Europa mdieval"
  9. F.C. Conybeare, "The Barlaam and Josaphat Legend in the Ancient Georgian and Armenian Literatures" (Gorgias Press)
  10. a b Mershman, Francis (1913). «Barlaam and Josaphat». Catholic Encyclopedia (em inglês). 2. [S.l.: s.n.] Consultado em 8 de novembro de 2018 
  11. «The Golden Legend: The Story of Barlaam and Josaphat». Catholic Community Forum (em inglês). Arquivado do original em 16 de dezembro de 2006 


This page is based on a Wikipedia article written by contributors (read/edit).
Text is available under the CC BY-SA 4.0 license; additional terms may apply.
Images, videos and audio are available under their respective licenses.

Destek